Marcos Bertoldi

 

 

55 41 3223-4522

3223-9222

 

@WEB

 

 

 

 


        

Casa das Araucárias | Curitiba, PR

Casa das Araucárias
A área de 1426 m² apresentava uma declividade de 3,5 metros da rua de acesso até fundos do lote que faz divisa com o parque de mata nativa composto por muitas araucárias. Não havia nenhuma construção prévia e o partido adotado procurou explorar esta declividade criando 2 meios níveis abaixo do nível da rua. Um para acomodar a sala de estar principal com lareira e o segundo o home-cinema , garagens e sala para as crianças. 
Além das necessidades normais de uma residência para um casal e 2 filhos, o terceiro filho era uma hipótese e nasceu após a finalização da obra. A casa conta com área para hóspedes independente da área íntima. Ambientes integrados - visual e verticalmente através de mezaninos - para um bom funcionamento inclusive em dias festivos e uma boa estrutura para receber amigos tais como: área para hóspedes independente da área íntima, sala do dono da casa com forno de pizza, adega e fumoir, home-cinema com mesa com o piso rebaixado para jantares orientais e espaço para crianças.
Um casal jovem, com 3 filhos, ambos na área médica. Ele amante do design e de arquitetura contemporânea. Adoram estar em casa e receber amigos.
A economia formal e ajuste das formas, ( ou ajuste plástico ), aliado ao uso do tijolo cerâmico solicitado pelo cliente deram início ao desenvolvimento do trabalho. A forma de cada unidade remeteria a forma do todo e vice-versa. Poucas aberturas e vazios esparsos contribuiriam para o aspecto robusto e maciço da obra. As principais aberturas foram simultaneamente voltadas ao poente e ao bosque de araucárias.
Dois blocos retos, de bases retangulares, se conectam através de uma laje em concreto armado sobre pédireito duplo. Este negativo entre os dois volumes evidencia o bosque nos fundos do lote. Grande parte do programa está contido no volume maior em blocos cerâmicos. Sob a laje envidraçada a sala íntima, orientada no sentido Leste-Oeste, que por ter pé direito duplo mantém desempedida a vista de quem chega pelo nível da rua. Para esse acesso foi criado uma passarela que passa pelo espelho d’água lateral a sala íntima.
Na fachada posterior lajes e terraços em concreto armado, se projetam em direção ao parque, onde foram instaladas janelas de canto para a sala principal e o quarto do casal. Os outros quartos estão localizados a norte.
As salas distribuem-se em meios-níveis fazendo a adaptação do volume externo ao terreno e à legislação do condomínio. Os projetos de interiores e luminotécnico procuram evidenciar a arquitetura proposta através do uso de mobiliário modernista e novas peças projetadas para o local.
Com o aproveitamento da declividade natural do terreno, criou-se uma espécie de grande vitrine para o bosque nos fundos da casa. Ou seja a área envidraçada de pédireito duplo sobre o home-cinema permite - com suas cortinas abertas - uma visualização a partir da rua, através da casa, para o bosque. Sem que haja perda de privacidade ou interferência dos móveis para quem observa ou para quem usa os ambientes. A passarela de acesso também pode ser considerada um dos diferencias deste projeto. Ela propoe um caminhar elevado do solo, que num determinado momento é rebaixado em um pédireito, para criar um espelho d'água lateral ao home-cinema. 

FICHA TÉCNICA
Titulo: Casa das Araucárias
Local: Curitiba-Pr.
Categoria: Residência
Área Construída: 737m2
Autor do Projeto: Marcos Bertoldi
Fotógrafo: Ricardo Almeida


| voltar | principal |