Adelchi Colnaghi

 

 

 

55 51 3527.2255

 

@  |  WEB

 

 

MK Química



MK Química | Portão / RS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Administração da MK QUÍMICA DO BRASIL LTDA.
Local: Portão, RS
Data do projeto: 2003
Data da conclusão da obra: 2004
Área do Terreno: 7,00 Ha
Área Construída: 2.000 m²
Arquitetura: Adelchi Colnaghi-Arquitetura e Construções
Paisagismo: Toni Backes
Luminotécnica: Paulo Koch
Estrutura: Premold
Fundações: Serki
Ar Condicionado: São Carlos
Construção: Adelchi Colnaghi - Arquitetura e Construções Ltda
Cobertura: Polmak
Piso Industrial: Engel
Instalações Elétricas e afins: Cíceri Instalações Elétricas
PPCI: Classon

Fornecedores:
Portobello ( porcelanato) Vidraçaria Salton (vidros) Aljesa (serralheria) BelasArtes (marquise) Tcmold(piso intertravado) Knauf ( gesso) Marelli ( móveis)O PROJETO

MEMORIAL JUSTIFICATIVO

Construção de um prédio destinado a abrigar as instalações da administração geral da empresa MK QUÍMICA DO BRASIL LTDA em Portão,RS, com uma área de 1446,53 m2 desenvolvido em 03 pavimentos.
O prédio abrigará as funções administrativas, comerciais, financeiras e de informática de todo o grupo empresarial, tendo como complemento um espaço destinado a eventos de congregação e treinamento.
Além das funções acima mencionadas, o projeto contempla uma área de reserva técnica, no nível inferior, prevendo um incremento de 70% da área total, apenas dotando-a de divisórias e vedações externas, uma vez que a área estará coberta e com infra-estrutura pronta.
A implantação do projeto observou a integração dos espaços fechados com o exterior, preocupando-se em proporcionar uma relação visual permanente dos funcionários com o meio-ambiente, utilizando ao máximo os recursos naturais de iluminação e ventilação espontâneos, o que além de saudáveis, oportunizam economia de energia.

A CONCEPÇÃO FUNCIONAL

Implantado sobre uma malha modulada de 125x125cm, o projeto visou a articulação de todas as funções elencadas em um programa de necessidades básico, pré-definido com o conjunto dos funcionários da empresa e os responsáveis de cada setor.
A dinâmica observada no dia-dia da empresa, aliada a disponibilidade de espaço físico, conduziram a uma implantação horizontal, reunindo em um único nível as principais e mais volumosas funções, quais sejam, as comerciais, as financeiras e as administrativas.
Em um nível acima destas ficaram as funções de informática, e abaixo de todas em um nível de subsolo as garagens.
Foi rigorosamente observada e necessidade de flexibilização dos lay-outs no uso dos espaços, o que determinou a modulação dos espaços, possibilitando assim facilitar a recomposição de novos espaços, usando sempre o mesmo módulo, compatibilizando todos os componentes construtivos, eliminando conflitos de dimensões atípicas. Isto significará para um futuro breve, economia, agilidade e reaproveitamento. As áreas de arquivo de todos os ambientes foram propostas de forma periférica em módulos embutidos, desimpedindo os espaços centrais dos ambientes. A relação com o ambiente externo, no que tange ao visual e à iluminação, ficou amplamente resolvida através de esquadrias protegidas por “brise-du-soleil” constituídos da própria platibanda de cobertura. Com exceção das divisórias de banheiros e copa-cozinha, todas as demais, internas, são móveis.
Além dos espaços físicos destinados às funções acima descritas, as instalações tiveram a mesma diretriz, ou seja, obedecem a mesma modulação. Toda a infraestrutura de elétrica, dados, telefonia, climatização e comunicação percorrerá os espaços perifericamente, possibilitando em qualquer ponto sua acessibilidade.

A CONCEPÇÃO FORMAL

A forma dada ao conjunto dos espaços reunidos pelo prédio, foi pré-determinada e teve como resultado o aspecto de contemporaneidade em todos os sentidos.
Plasticamente o resultado apresenta uma linguagem universal, podendo ser lido de qualquer ângulo cultural, o que é estratégico pois abriga empresa exportadora de produtos.
Os materiais empregados comungam da mesma intenção do conjunto. São elementos de uso universais como concreto, alumínio, vidro e pedra polida.

AS INSTALAÇÕES

O prédio foi dotado de instalações de última geração, ou seja, compatível com os mais modernos recursos de comunicação, controle, automatização e segurança, condizentes com a proposta geral, de maneira a proporcionar, a permanente atualização e manutenção, com fácil acesso para manuseio.
O sistema de eletro-calhas aparentes, possibilitará o lançamento de todas as redes organizadas em duto único.
O elenco de instalações ficará aberto a incrementos ou supressões, de acordo com a demanda ou exigências das funções que existam ou venham a ser criadas.

O CONTEXTO GERAL DA PROPOSTA

Cabe resumir os pontos principais contemplados na elaboração dos projetos, quais sejam;

1. DA IMPLANTAÇÃO
Busca do maior contato possível dos ambientes internos com o exterior
Adequação à topografia e ao tipo de terreno
Lançamento de planta livre de limitações de espaço físico

2.DA ORGANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS E DIMENSÕES
Simplificação das circulações
Inter relação das dependências observadas
Pré-dimensionamento observado
Flexibilidade de lay-out
Racionalização das dimensões
Concentração de unidades sanitárias
 

3.DO SISTEMA CONSTRUTIVO
Lançamento de supra-estruturas pré-moldadas
Lançamento de cobertura pré-fabricada
Sobre-forro Plenum
Minimização de construções in-locco
Padronização de esquadrias
Divisórias internas móveis
 

4.DA PLÁSTICA
Limpeza de traçado / Identificação com o global / Linguagem universal / Contemporaneidade
 

5.DAS INSTALAÇÕES ESPECIAIS
Refrigeração / Calefação / Iluminação / Telefonia / Sonorização / Dados / Vídeo-conferência / Prev. Incêndio / Gerador


| voltar | principal |